Você sabe o que é ter saúde mental?

Os problemas de saúde mental são vistos como tabu pela sociedade em geral, mas é preciso quebra-lo, pois os dados são alarmantes.

Segundo a Secretaria de Saúde, mais de 3% da população em geral sofre com transtornos mentais severos e persistentes, e 12% da população necessitam de algum atendimento em saúde mental, seja ele contínuo ou eventual.

 

Afinal o que é saúde mental?

Muito se fala, mas pouco se sabe realmente sobre o que quer dizer o termo saúde mental.

O termo “saúde mental” é usado para descrever o nível de qualidade de vida cognitiva ou emocional. Ter uma boa saúde mental significa tratar de forma consciente seus problemas, medos, aflições, frustrações e enfrentar os desafios e as mudanças da vida cotidiana com equilíbrio e saber procurar ajuda quando necessário, ou seja, quando não conseguir lidar com conflitos, traumas e perturbações.  

Uma pessoa com uma boa saúde mental é equilibrada, tem controle emocional e consegue resolver seus problemas o que ajuda a evitar a ansiedade, doença em que o Brasil lidera o ranking, com 9,3% da população, que atinge principalmente as mulheres sendo elas 7,7% desse número.

 

Problemas de saúde mental mais frequente

  • Ansiedade;
  • Depressão;
  • Mal-estar psicológico ou stress continuado;
  • Dependência de álcool e outras drogas;
  • Perturbações psicóticas, como a esquizofrenia.

É importante lembrar que qualquer pessoa pode passar por algum sofrimento psíquico em qualquer fase da vida.

 

Como manter a mente saudável?

De acordo com a Secretária de Saúde, existem alguns critérios da saúde mental:

  • Atitudes positivas em relação a si próprio
  • Crescimento, desenvolvimento e autorrealização
  • Integração e resposta emocional
  • Autonomia e autodeterminação
  • Percepção apurada da realidade
  • Domínio ambiental e competência social.

Procure sempre um profissional especializado para lhe atender.

O cuidado com a alimentação vai além de uma conquista estética, alguns alimentos podem ajudar na saúde dos seus olhos.

Confira 5 alimentos que fazem bem também para sua visão.

 

1. Alimentos de cor laranja

A maioria das pessoas já ouviu falar que comer cenoura faz bem para a vista, mas não só ela, outras frutas e legumes de cor laranja também. Isso acontece porque possuem um antioxidante natural que ajuda na obtenção de vitamina A e contribuem para o funcionamento da retina e outras partes dos olhos.

A cenoura e a abóbora são ricas em vitamina C que ajudam na saúde em geral. A cenoura também é uma fonte de carotenoides, que são nutrientes que ajudam a retardar o aparecimento de doenças crônicas como glaucoma e catarata.

 

2. Folhas verdes

As folhas, legumes e principalmente as verduras de tonalidade verde-escuro, como espinafre, couve e brócolis, contêm antioxidantes que ajudam a proteger nossos olhos. Por conterem luteína e zeaxantina, podem contribuir para redução do risco de degeneração macular que é uma doença na retina que se não tratada pode levar a perde da visão.

Esses antioxidantes também podem diminuir o desconforto com relação à luz, melhoram o contraste e também podem aumentar o alcance da visão.

 

3. Ovos

Estudos comprovaram que o ovo ajuda a minimizar a chance de degeneração macular relacionada à idade (DMRI) por conter zeaxantina, a gema contém zinco que é o principal nutriente para diminui-las.

 

4. Frutas vermelhas e cítricas

As maiorias dessas frutas são rica em vitamina C, que auxiliam na prevenção de doenças oculares. Atuam principalmente na prevenção de doenças oculares e também impedindo a progressão de doenças já instaladas, como por exemplo, pessoas que já possuem glaucoma. Lembrando que além do consumo dessa vitamina, é sempre importante ter um acompanhamento médico.

 

5. Peixes

Os peixes são alimentos ricos em ômega-3 e ômega-6, os que fazem bem à saúde ocular são: salmão, atum, truta, além de anchovas e cavala. Por conterem ácido graxo, atuam na prevenção da Síndrome do Olho Seco. Mas, como também são ricos em vitaminas A, B6, B12, C, D e E, além de minerais, oferecem outros benefícios à saúde ocular e à saúde geral como um todo.

As castanhas, linhaça e óleo de canola  também ajuda a  evitar a síndrome do olho seco, muito frequente nas grandes cidades e na terceira idade.

 

Confira também outras matérias em nosso blog de alimentos que fazem bem para sua saúde Benefícios do Alho e da Cebola Vegetais Indispensáveis

GUIA DE SERVIÇOS TRAZ INFORMAÇÕES SOBRE CLÍNICAS, HOSPITAIS, LABORATÓRIOS, PLANOS E GESTORES DE SAÚDE

https://diarinho.com.br/noticias/especial/saude-em-itajai-e-balneario-camboriu/

Publicada em: 08/01/2018 ás 03:12 Atualizada em: 08/01/2018 ás 17:39

 A busca pela qualidade de vida e longevidade tem refletido diretamente em alguns setores de prestação de serviços. Entre os principais captadores de investimentos estão a estética, saúde e o mercado fitness.  No quesito saúde por causa da falta de médicos, acesso a exames mais detalhados e as longas filas de espera por atendimento no Sistema Único de Saúde quem pode e não quer esperar recorre ao atendimento particular, seja por meio de um plano de saúde ou atendimento direto na área desejada.

Itajaí e Balneário Camboriú já conquistaram na região o status de referência em diversas especialidades e acesso a clínicas e hospitais. Além da disponibilidade de vários profissionais na área de saúde os municípios concentram as principais empresas de convênios do estado. Garantindo aos usuários um leque de possibilidades quando o assunto é o cuidado regular e acompanhamento médico.

Além da instalação de empresas conhecidas no estado, os dois municípios são vistos por investidores como alternativa para o lançamento de novos produtos e a inserção de novas marcas, vindas de outras regiões do país, um exemplo é um aplicativo para o agendamento de consultas médicas que está operando na região.

Os hospitais que integram a rede de atendimento na região também estão entre os principais do estado e recebem pacientes vindos de vários locais de Santa Catarina. O perfil humanizado e investimentos em tecnologia de ponta são alguns dos diferenciais que atraem pacientes para estas unidades hospitalares.

Outro ponto positivo para os usuários são as vantagens para ter acesso ao atendimento. Assim como outros setores a área da saúde decidiu rever conceitos e hoje você não precisa ter dinheiro vivo para pagar uma consulta ou exames. A facilidade na forma de pagamento tornou o acesso mais acessível. Uma vantagem que faz com que muitas clínicas e consultórios das cidades de Itajaí e Balneário Camboriú estejam com agenda cheia para novas consultas.

Texto: Andre Bonomini

(Reprodução)

Democratizar o acesso à saúde através de um sistema de economia compartilhada, onde o médico cobra um valor mais acessível preenchendo seus horários ociosos e o paciente busca, agenda e paga por consultas e exames com profissionais em qualquer horário ou dia de semana. Assim funciona o All Doctors, um aplicativo que busca trazer a praticidade e a evolução do mundo digital para a saúde. A plataforma intuitiva, que foi lançada em agosto de 2016 em São Paulo, chega agora em Santa Catarina, que será o segundo estado a receber o app. Inicialmente oferecerá atendimento na região do Vale do Itajaí e litoral, partindo em seguida para Florianópolis, Joinville e região Oeste.

Com preços que vão de R$ 79,90 a R$ 149,90, o aplicativo oferece ao paciente praticidade na hora de marcar uma consulta ou exame em qualquer horário ou dia de semana, de uma maneira rápida e eficiente, com apenas alguns cliques. Entre as vantagens oferecidas pelo sistema, além dos valores, é claro, o usuário também não enfrenta filas ou precisa ligar mais de uma vez em busca de um horário para a consulta. A tecnologia e o universo online sendo úteis também na área da saúde, explica Rafael de Sá, sócio e co-fundador do All Doctors. O aplicativo é uma forma de suprir as necessidades do paciente que não tem convênio e busca por uma alternativa viável financeiramente, já que não paga mensalidade ou taxa, apenas o valor da consulta ou exame.

Rafael de Sá e Súber Bernardes, criadores do aplicativo, no evento de lançamento (Alan Souza)

Já para o profissional, uma das vantagens é a financeira, pois o pagamento pelo aplicativo vai direto para ele, sem burocracia. Muitas pessoas não possuem mais convênio médico, já que os preços são altos e muitas vezes existe uma demora em localizar um profissional quando precisam de um atendimento. O mercado precisa de novas alternativas, tanto para o profissional quanto para o paciente. Na região de São Paulo, o sistema já está sendo utilizado por pessoas de várias faixas etárias e classes sociais, comenta Raphael Súber Bernardes, sócio e co-fundador do All Doctors. Outro benefício para o médico é a redução do no-show, pois o paciente paga antecipado.